Background

Blog

Inicie já o Plano Peso Ideal!!

Diagnóstico

No diagnóstico desta doença, é necessário despistar causas metabólicas e hormonais.
Não havendo causas subjacentes a principal deverá ser erros de alimentação e de maneio.
 
Sendo o primeiro passo identificar o Indice de Condição Corporal do animal tendo por base uma escala de 9 níveis, tendo em conta a silhueta do animal e os depósitos de gordura localizados.



 Plano
O plano para reduzir de peso e mantermos o nosso animal num condição corporal ideal passa pela 
implementação de:
• Dieta nutricional adapatada
• Regras alimentares
• Aumento do exercicio
 
Este será um plano a longo prazo pois, este é dividido em duas fases:
• Perda de peso
• Manutenção de peso
 
Na primeira fase queremos que o animal diminua de peso a um ritmo de 1-3% no caso do cão e de 0,5%-2% por semana, de modo a termos uma redução de peso gradual mas efectivo.

Dieta Nutricional
A dieta deverá ser escolhida de modo a ajustar as 
necessidades calóricas do animal  em redução de peso, proporcionando-lhe todos os nutrientes em quantidades fisiológicas, mas com redução calórica, aumento de teor de fibras para promover a saciedade, e vários nutracêuticos com funções saciantes e de queimar gordura, tais como o licopeno e a L-carnitina; redução do teor de gordura e ajuste do teor de proteína.

Regras alimentares
Dose diária de alimento repartido por várias refeições (3-4), no caso do gato o uso de alimentadores de distribuição lenta é o mais indicado. Contabilizar as recompensas alimentares para o cálculo da dose diária de alimento.
A dose diária de alimento deve ser pesada para que seja mais precisa a dose.
Parte da dose diária pode ser reservada para administrar como recompensa, ou usar recompensas hipocalóricas.
Aquando da utilização de alimentação húmida usar da mesma referência da dieta seca.
 
Não preparar as refeições do tutor na presença do animais;

Exercício
Tal como nas pessoas para termos um retorno à boa condição corporal de forma mais eficaz devemos associar a nutrição ao exercício fisíco de forma a, por uma lado aumentar o gasto energético, mas por outro a promover a formação de massa muscular em deterimento da massa gorda.
Este aumento de exercício deve ser estimulado pelo tutor de forma gradual, pois estamos perante um animal que pelo seu excesso de peso temos sobrecarga nas 
articulações e no aparelho cardiorespiratório, todos os dias um pouco mais.
Em alternativa ao exercício estimulado pelo tutores temos hoje em dia a possibilidade de programas de 
condicionamento físico (Reabilitação Física) com planos traçados especificamente tendo em conta as
características de cada animal.

O que significa para o seu animal:
Eis o que um excesso de peso de 20% significa para estes tamanhos de raça médios: